Como fazer e quanto tempo leva para criar um hábito?
imagem: Divulgação

Como fazer e quanto tempo leva para criar um hábito?

Você sabe quanto tempo leva para criar um hábito? Sabe como fazer isso? Criar um hábito pode levar algum tempo e esforço, mas vale a pena. Um hábito pode ser em qualquer área, desde exercitar todos os dias até não fumar.

Sabendo dos desafios que implementar um novo hábito pode trazer, neste artigo traremos algumas dicas para acelerar esse processo e tornar seu esforço eficiente.

Quanto tempo leva para criar um hábito?

O consenso geral é de que leva cerca de 21 dias para criar um hábito. No entanto, isso pode variar de acordo com a pessoa e o hábito em questão. Alguns hábitos podem se formar em apenas alguns dias, enquanto outros podem levar semanas ou mesmo meses para se tornarem automáticos.

Assim, a verdade é que não há uma resposta exata para essa pergunta. Tudo depende do hábito em questão e de quem está buscando criá-lo, bem como de quanto tempo e esforço você está disposto a investir na criação do hábito.

A boa notícia é que, independente do tempo que leva para criá-los, todos podemos criar hábitos positivos, abandonando os chamados hábitos de risco, que vão desde riscos à sua saúde pessoal quanto à segurança do trabalho.

Mas, afinal, como criar um hábito? Veja dicas práticas

Em primeiro lugar, independente de quanto tempo leve, é importante ter paciência e persistência ao tentar criar um novo hábito. 

Não se desespere se você não conseguir trazê-lo à sua rotina imediatamente, basta continuar tentando que, quando menos esperar, estará completamente integrado na sua rotina.

Contudo, sabemos que nem sempre temos o tempo ou a paciência necessários para deixar que as coisas fluam naturalmente. Existem algumas coisas que você pode fazer para acelerar o processo de criação de um hábito. Aqui estão algumas dicas:

1. Escolha um hábito que seja importante para você

Se você tiver um motivo forte para mudar, será mais fácil criar um hábito. Por isso, é importante lembrar-se do que lhe motiva a mudar ou adotar determinado comportamento.

Por exemplo: se você quer fazer exercícios para melhorar sua saúde, você terá mais sucesso do que se estiver tentando criar o hábito apenas porque alguém disse que você deve fazer.

2. Comece devagar

Não tente mudar muitas coisas de uma só vez. Escolha um hábito e concentre-se nisso. Quanto mais fácil for o hábito, mais fácil será criá-lo e mais motivado você estará para buscar metas ainda maiores.

Não tente criar um hábito que seja muito grande ou complicado de ser cumprido. Comece com um hábito simples, como tomar um café da manhã saudável todos os dias, e aumente o nível de dificuldade aos poucos.

3. Faça um plano

Defina como você vai incorporar o hábito em sua vida. Por exemplo, se o seu hábito é exercitar, decida quais dias e horários você irá exercitar. Depois de fazer isso, coloque o plano por escrito para que você estabeleça esse compromisso e responsabilidade consigo.

Quando elaborar o seu plano, lembre-se de definir uma rotina real, possível de encaixar no seu dia a dia. Não adianta tentar dar uma virada radical na sua vida, se ela não comporta o planejamento para isso. É o famoso devagar e sempre.

Busque exercer a atividade que você quer tornar um hábito no mesmo horário, seja em todos ou em determinados dias da semana. Isso ajudará a levar o compromisso mais a sério, aumentando a eficácia do seu plano.

4. Encontre um parceiro

Encontre alguém que esteja tentando criar o mesmo hábito que você. Vocês podem se apoiar mutuamente e manter-se motivados.

5. Seja persistente

Não importa quantas vezes você faça aquela tarefa que quer tornar um hábito, é importante ser consistente. 

Se você fizer exercícios por alguns dias e depois deixar de lado por algum tempo, será mais difícil criá-lo como uma parte da sua rotina.

O que são e quais são os hábitos de risco?

Os hábitos de risco são aqueles que aumentam a probabilidade de desenvolver uma doença ou de sofrer um acidente. São comportamentos perigosos que podem levar a consequências indesejadas. 

Alguns exemplos de hábitos de risco: fumar, beber em excesso, não usar capacete durante a condução de motocicletas e bicicletas, não cumprir as normas de segurança no trabalho, etc.

Se você tiver um hábito de risco, é importante trabalhar para mudá-lo.

Embora muitos destes hábitos possam parecer inofensivos, eles representam um grande risco para a saúde e bem-estar. 

O fumo, por exemplo, é um dos principais causadores de morte evitável no mundo. Beber em excesso também pode levar à cirrose hepática, pancreatite e outras doenças graves. 

Os acidentes de trânsito são outra grande preocupação – motociclistas e ciclistas que não usam capacete correm o risco de sofrer lesões graves ou até mesmo a morte se forem envolvidos em um acidente.

É importante tomar consciência dos perigos dos hábitos de risco e mudar os comportamentos para garantir a saúde e bem-estar. Muitas vezes, é justamente não percebermos a sua gravidade que nos leva a reproduzi-los.

Dicas para deixar os hábitos de risco no passado

Embora possa parecer uma tarefa quase impossível livrar-se desses hábitos negativos, dar o primeiro passo é fundamental.

Para aqueles que fumam, por exemplo, há vários programas disponíveis para ajudar a parar. 

Beber em excesso também é um problema grave que precisa ser tratado com cuidado. Existem muitas formas de reduzir o consumo excessivo de álcool. Consulte um médico ou profissional da saúde para obter conselhos sobre como fazer isso da maneira mais segura e saudável possível. 

Se você estiver envolvido em atividades potencialmente perigosas, como conduzir uma motocicleta ou bicicleta, certifique-se de tomar todas as precauções necessárias para minimizar o risco de acidentes. 

Já definiu qual será o seu novo hábito positivo?

Criar hábitos positivos pode levar um pouco de tempo e esforço, mas vale a pena. 

Lembre-se de ter foco, estabelecer uma rotina, começar devagar e ser persistente, e você poderá criar o hábito que deseja em pouco tempo.

Como fazer e quanto tempo leva para criar um hábito?